NOTICIAS

Motoboy morto em BH: família de suspeito nega crime e recebe ameaças: ‘ele vai morrer’

O entregador de aplicativo suspeito de matar o também motoboy Pedro Henrique Ferreira de Menez no último sábado (13) no bairro Coração Eucarístico, na região Noroeste de Belo Horizonte, segue sendo procurado pela polícia. Enquanto isso, um familiar de Edgar, apontado como suspeito do crime, nega que ele tenha cometido o crime e afirma estar sendo ameaçada desde o assassinato de Pedro, conhecido como ‘Zoi’.

Em conversa com a Itatiaia, o familiar de Edgar, que não será identificado, nega que o motorista de aplicativo tenha matado Pedro e afirma que não sabe o paradeiro do familiar, que não é visto desde o sábado (13). A reportagem recebeu prints que mostram supostas ameaças recebidas pela família do suspeito. Na conversa, o autor das mensagens afirma que está foragido da Justiça, acusa Edgar de ter matado um inocente e promete matar ‘ele e quem estiver na frente’.

O familiar afirma que não sabe onde Edgar está, mas entende o sumiço dele: ‘qualquer um sumiria se a foto e o nome estivessem sendo espalhados pela internet’. O familiar também afirma que o motoboy não teve desentendimentos com outras pessoas e registrou uma ocorrência em relação às ameaças recebidas.

‘Não sei se o Edgar tinha ou teve atrito com qualquer pessoa. Sei que ele [Edgar] já teve passagem por porte ilegal de arma, roubo, mas nunca teve por homicídio. Eu conheço ele, sei que é uma pessoa boa, nunca teve desavença com ninguém. Quem o conhece sabe que ele tem um coração enorme’.

Itatiaia tenta contato com a família da vítima, mas, até o momento, não tivemos retorno. O espaço segue aberto.

Motoboy morto em BH

O entregador de aplicativo Pedro Henrique Ferreira de Menez, conhecido como ‘Zoi’, morreu aos 25 anos após ser baleado três vezes na cabeça no bairro Coração Eucarístico, na região Noroeste de Belo Horizonte, no último sábado (13). A suspeita é de que ele tenha sido morto por um colega de trabalho com quem já teria se desentendido anteriormente.

A vítima foi socorrida para o Hospital João XXIII Pronto Socorro e morreu na unidade de saúde. O autor foi identificado e está sendo procurado pela polícia.

Guia de Empresas

março 2024
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031